Deixa eu te fazer feliz [...]
Claro que não vai ser fácil, eu nunca disse que seria. Problemas virão sempre porque não somos perfeitos, um dia você não vai estar bem com o mundo e provavelmente eu não vou te entender, um dia eu vou estressado com o trabalho e com você mudando os móveis de lugar e você também não vai entender, suas amigas vão dizer todos os meus defeitos, meus amigos vão dizer o quanto você é difícil de lidar. Mesmo com todos esses problemas cabe a nós seguir em frente e sermos fortes pra lidar com todas as dificuldades da vida (…)

Lucas Martini
theme by sabedorias, detalhes de muitoseu.
1 2 3 4 5 6

Eu estava longe de ser uma pessoa interessante. Não queria ser uma pessoa interessante, dava muito trabalho. Eu queria mesmo um espaço sossegado, e obscuro pra viver a minha solidão; por outro lado, de porre, eu abria o berreiro, pirava, queria tudo, e não conseguia nada.
Charles Bukowski (via n-o-v-o-h-e-r-o-i)

(Source: deploravel)



Posted 3 days ago with 16,054 notes · reblog this
originally whoreofjesus-deactivated2013050 via n-o-v-o-h-e-r-o-i


Tá uma bagunça. No guarda-roupa, na cabeça, no coração.
Clarice Lispector  (via n-o-v-o-h-e-r-o-i)

(Source: construindoversos)



Posted 4 days ago with 18,276 notes · reblog this
originally construindoversos via n-o-v-o-h-e-r-o-i


Posso refrescar sua memória só um pouquinho? Me dá só dois minutos do seu tempo, por favor? Eu fui a única pessoa que ouviu os seus problemas todos, mesmo quando eu tinha os meus próprios pra cuidar, e te apoiou sem reclamar. Lembra quando você se sentia um lixo, se colocava pra baixo, machucava a si mesma e se sentia mal? Eu estive lá por você. Lembrou? Todo mundo te deixou, eu fiquei. Todo mundo te encheu de promessas, e eu de atos. Eu gastei todas as minhas palavras, meus gestos mais bonitos e minha energia tentando te confortar. Eu fiquei perto de você quando todo mundo me aconselhou a ir embora. Eu te dei valor, quando os outros faziam piada de você. Eu te botei pra cima, mesmo quando meu próprio mundo desmoronava. Quando você chorava por outra pessoa, eu fiquei lá e te fiz rir. Eu te dei todo o espaço do mundo pra que você pudesse se sentir confortável o suficiente pra ser você mesma comigo, e sempre, sempre te aceitei, mesmo quando algumas coisas em você não me agradaram. Tudo que você diz não significa nada, são só palavras e palavras que você gasta, que no fundo não tem valor algum Mas tudo bem, eu não sinto sua falta. A pessoa que eu amava foi embora há muito tempo, e foi substituída por… Você. E desse novo-você, eu não gosto nem um pouco.
Vinícius Kretek     (via n-o-v-o-h-e-r-o-i)

(Source: 27-06)



Posted 4 days ago with 34,708 notes · reblog this
originally harrybreakslouis via n-o-v-o-h-e-r-o-i


Não é questão de orgulho, é questão de não ser trouxa. 

(Source: exigida)



Posted 4 days ago with 6,639 notes · reblog this
originally musadbar via p-rofecias


Porque eu sei que como foi comigo será com outros, sei que você enxergará a perfeição em outras pessoas, mas te aviso, o amor não é uma ilusão.
— (via conjulguei)

(Source: oestrangeiro)



Posted 5 days ago with 27 notes · reblog this
originally oestrangeiro via conjulguei


Que falta faz um elogio …


Posted 5 days ago with 1 note · reblog this


Aprende que, ou você controla seus atos, ou eles o controlarão… e que ser flexível não significa ser fraco, ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem, pelo menos, dois lados.
William Shakespeare. (via auroriar)


Posted 6 days ago with 31,601 notes · reblog this
originally auroriar via auroriar


Ás vezes é necessário excluir pessoas, apagar lembranças, jogar fora o que machuca, abandonar o que nos faz mal, se libertar de coisas que nos prendem.. Espere sempre o melhor, prepare-se para o pior e aceite o que vier. Ouse, arrisque, não desista jamais e saiba valorizar quem te ama, esses sim merecem seu respeito. Quanto ao resto, bom, ninguém precisou de resto para ser feliz.
Pedro Bial.     (via evidencias)

(Source: inverbos)



Posted 6 days ago with 29,848 notes · reblog this
originally inverbos via evidencias


Aprendi que eu não posso exigir o amor de ninguém. Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim e ter paciência, para que a vida faça o resto. Aprendi que não importa o quanto certas coisas sejam importantes para mim, tem gente que não dá a mínima e eu jamais conseguirei convencê-las. Aprendi que posso passar anos construindo uma verdade e destruí-la em apenas alguns segundos. Que posso usar o meu charme por apenas 15 minutos, depois disso, preciso saber do que estou falando. Eu aprendi… Que posso fazer algo em um minuto e ter que responder por isso o resto da vida. Que por mais que se corte uma pão em fatias, esse pão continua tendo duas faces, e o mesmo vale para tudo o que cortamos em nosso caminho. Aprendi… Que vai demorar muito para me transformar na pessoa que quero ser, e devo ter paciência. Mas, aprendi também que posso ir além dos limites que eu próprio coloquei. Aprendi que preciso escolher entre controlar meus pensamentos ou ser controlado por eles. Que os heróis são pessoas que fazem o que acham que devem fazer naquele momento, independentemente do medo que sente. Aprendi que perdoar exige muita prática. Que há muita gente que gosta de mim, mas não consegue expressar isso. Aprendi… Que nos momentos mais difíceis, a ajuda veio justamente daquela pessoa que eu achava que iria tentar piorar as coisas. Aprendi que posso ficar furioso, tenho o direito de me irritar, mas não tenho o direito de ser cruel. Que jamais posso dizer a uma criança que seus sonhos são impossíveis, pois seria uma tragédia para o mundo se eu conseguisse convencê-la disso. Eu aprendi que meu melhor amigo vai me machucar de vez em quando, e que eu tenho que me acostumar com isso. Que não é o bastante ser perdoado pelos outros, eu preciso me perdoar primeiro. Aprendi que, não importa o quanto meu coração esteja sofrendo, o mundo não vai parar por causa disso. Eu aprendi… Que as circunstâncias de minha infância são responsáveis pelo que eu sou, mas não pelas escolhas que eu faço quando adulto; Aprendi que numa briga preciso escolher de que lado eu estou, mesmo quando não quero me envolver. Que, quando duas pessoas discutem, não significa que elas se odeiem; e quando duas pessoas não discutem não significa que elas se amem. Aprendi que por mais que eu queira proteger os meus filhos, eles vão se machucar e eu também. Isso faz parte da vida. Aprendi que a minha existência pode mudar para sempre, em poucas horas, por causa de gente que eu nunca vi antes. Aprendi também que diplomas na parede não me fazem mais respeitável ou mais sábio. Aprendi que as palavras de amor perdem o sentido, quando usadas sem critério. E que amigos não são apenas para guardar no fundo do peito, mas para mostrar que são amigos. Aprendi que certas pessoas vão embora da nossa vida de qualquer maneira, mesmo que desejemos retê-las para sempre. Aprendi, afinal, que é difícil traçar uma linha entre ser gentil, não ferir as pessoas, e saber lutar pelas coisas em que acredito.
William Shakespeare. (via auroriar)


Posted 6 days ago with 30,036 notes · reblog this
originally auroriar via auroriar


Gosto do teu jeito de falar manso, da sua forma adocicada de pronunciar o meu nome, dos inúmeros jeitos de chamar-me carinhosamente. Ainda mais quando são antecedidos de minha - Minha, como eu o chamo de meu. Mas não com o significado de posse, mas como o verdadeiro pronunciar do quão existe de você em mim e o meu eu em você. Gosto da forma em que sussurras no meu ouvido. As palavras bailam em minha mente, em cada parte da minha talma, aconchegando em meu coração. Do seu olhar que envolve-me, hipnotiza-me de tamanha beleza e faz-me cada vez mais repleta de ti - parece que sorri por eles (que sorriso lindo por sinal). Gosto da forma que entrelaça as suas mãos nas minhas. Como brincas com os meus dedos e diz como ficará bela a aliança no meu dedo anular, de como sorri só de imaginar… Gosto quando inclui-me no seu presente e em todos os seus planos futuros. Gosto de ver cada expressão tua, cada mínimo gesto teu. Gosto da forma que cuidas de mim. Das suas ações, manifestações, gestos, trejeitos. Gosto-te por inteiro - até os seus defeitos. Gosto da forma que tornas-me única aos teus olhos. Gosto do que tornaste-me. Gosto de ser amor, de exalar amor por ti. Gosto, amo-te de todas as formas possíveis e de todos os ângulos. Gosto da nossa vivencia juntos, do nosso laçar, da nossa eternidade… Gosto, ah amor, como eu gosto. Gosto tanto, que eu o amo, te cuido, te venero, te mimo.
— (via rememberjanuary)


Posted 1 week ago with 69 notes · reblog this
originally rememberjanuary via pensamento-positiv0

create a new version of this paste RAW Paste Data